CASA Arquitetura

Projeto Sustentável

Somos arquitetos, nosso trabalho é planejar e construir ambientes. Em qualquer escala isto significa impacto. Acreditamos que é necessário (e possível) considerar como parte indissociável do ambiente construído, tanto os impactos como os processos de reparação e redução destes.

É necessário rever o que realmente precisamos e quanto. Todos os processos naturais são cíclicos, ser sustentável também é permitir que as coisas se degradem. O desenvolvimento da forma que conhecemos, baseia-se de existência quase perpetua dos materiais, porém a capacidade do planeta de manter-se depende da continuidade dos ciclos de destruição e reconstrução, juntando-se a isto o fato de que o "estoque" de materiais que dispomos é finito, fica claro que em algum momento futuro estes materiais não existirão mais. É preciso partir do seguinte pressuposto: a Terra (o planeta) é finito portanto tudo que há nela também é. O planeta só chegou até aqui (dizem que são 4bilhões de anos) porque cumpriu a risca a máxima de que "nada se cria...tudo se transforma".

As edificações e seu entorno construído são grandes causadoras de alterações em características físicas e ambientais (escala local), utilizando ainda de materiais e componentes construtivos que envolvem elevado consumo energético para sua produção e transporte (escala regional), além de gerarem poluição em sua fase de construção, uso e pós-uso.

Estima-se que a construção civil seja responsável pelo consumo de recursos naturais em cerca de 50% dos recursos mundiais em materiais, 50% da energia gerada, que é usada para construir,esquentar, iluminar e ventilar os edifícios e em 40% da água mundial, que utilizada para abastecer instalações sanitárias e outros usos de um edifício.

As ações de redução de impactos na construção civil podem ser divididas em temas que se inter-relacionam: